O Programa de Bolsas do Primeiro-Ministro para a América Latina financiará a vinda de estudantes, pesquisadores e estagiários neozelandeses para estadias de 4 semanas a 2 anos no Brasil, com fins de realização de estágios e pesquisas acadêmicas, e cobertura de custos de mensalidades das IES brasileiras e passagens aéreas e acomodação para os neozelandeses. A iniciativa desenvolvida pelo governo da Nova Zelândia abrange toda a  América Latina, e tem o Brasil como um dos principais focos, em uma demonstração  do interesse neozelandês em estreitar ainda mais os laços de cooperação  educacional com o país.
O objetivo é promover a internacionalização do ensino da Nova Zelândia, estimulando a troca de experiências entre os estudantes  neozelandeses e internacionais. O programa financiará a vinda de estudantes, pesquisadores e estagiários neozelandeses para estadias de 4 semanas a 2 anos no Brasil, com fins de realização de estágios e pesquisas acadêmicas, e cobertura de custos de mensalidades das IES brasileiras e passagens aéreas e acomodação para os neozelandeses.

No arquivo anexo, segue release com mais informações sobre o programa de bolsas, que terá inscrições abertas de 01/09/2016 a 30/10/2016 e resultado publicado em novembro, com acolhida de estudantes da Nova Zelândia em 2017.

 

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq) convida todos os dirigentes e lideres do Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil (DGP) para participarem do Censo 2016. Para garantir um censo completo e de qualidade, é importante que todos grupos estejam com as informações atualizadas. Isto significa excluir grupos inativos, cadastrar novos grupos, excluir pesquisadores ou estudantes que não fazem parte do grupo e incluir novos participantes. Grupos de que estejam na situação "não atualizado" ou "em preenchimento" não participam do censo. Além da revisão dos dados é necessário que todos os pesquisadores, estudantes e técnicos participantes dos grupos de pesquisa estejam com o Currículo Lattes atualizado.

Também, aos pesquisadores que não são líderes de pesquisa,  mas que gostariam de contribuir, da melhor forma possível, com a retração da atividade de pesquisa que ocorre nesta Universidade, sugerimos que criem seus Grupos de Pesquisa.

Os pesquisadores possuem até às 18 h do dia 28/10/2016 para atualizar os dados e incluir novos grupos. Contudo, neste prazo, deve ser levado em consideração que no âmbito da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, o procedimento de criação, inclusão de dados e certificação de Grupos de Pesquisa é regido pela Instrução Normativa N 02/2008 - PROPESP. Assim, para criação/certificação do Grupo de Pesquisa o(a) interessado(a) precisa: 1 – Contatar a Diretoria de Pesquisa – DIPESQ (via e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) solicitando a inclusão do(a) líder do Grupo no Diretório de Grupos de Pesquisa – DGP; 2 – Após o cadastro, o(a) líder pode acessar o DGP - com o mesmo usuário e senha utilizados para a Plataforma Lattes - e preencher os dados do Grupo; 3 – Para a Certificação, cumpridas as exigências da IN 02/08, o(a)líder deve enviar Ata, ou documento equivalente, comprovando a anuência da Unidade Acadêmica ao qual o Grupo será vinculado. Somente, após certificados pela instituição aos quais estão vinculados,  os grupos constam na base corrente do Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil - DGP