Este grupo de pesquisa é liderado pelas professoras Maria Renata Alonso Mota e Simone Santos de Albuquerque, e cadastrado no CNPq, foi criado em 1996 com o nome Núcleo de Estudo e Pesquisa em Educação de Zero a Seis anos (NEPE),desenvolvendo ações de ensino, pesquisa e extensão, com o objetivo de contribuir para o debate e aprofundamento de temáticas relativas às infâncias e à Educação Infantil. Em 1997, pesquisadoras do NEPE iniciaram um estudo com o intuito de levantar dados acerca das instituições de Educação Infantil do município do Rio Grande-RS, considerando as profissionais e as crianças que frequentavam essas instituições, resultando na pesquisa Demanda por Creches e Pré-Escolas no Município do Rio Grande. Essas pesquisas iniciais desencadearam outras temáticas de investigação, bem como ações de ensino e extensão voltadas para a formação de profissionais da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

O NEPE desenvolve três linhas de pesquisa prioritárias: Currículo e Formação de Professores/as da Infância; Infâncias, Crianças e Culturas Infantis; e Políticas Públicas de Educação. Atualmente, as temáticas investigadas abrangem estudos sobre culturas infantis; articulação entre Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental;processos de formação docente; inclusão das crianças de seis anos no Ensino Fundamental; inclusão escolar; (re)configurações do cuidado/educação no contexto contemporâneo; e as lógicas e culturas de educação das crianças pequenas nos contextos familiares.Tais estudos têm ampliado as temáticas de investigação, abrangendo não só as infâncias e a Educação Infantil, mas também os processos de escolarização nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Esse movimento resultou, em 2011, na mudança do nome do Núcleo para Núcleo de Estudo e Pesquisa em Educação da Infância.

O NEPE tem participado de encontros entre os grupos de pesquisa das diferentes Universidades do sul do Estado, com o objetivo de constituir um fórum de discussão sobre a temática das infâncias e da Educação Infantil na região sul do país e compartilhar resultados dos estudos realizados por esses grupos.Tal ação resultou no desenvolvimento de uma investigação interinstitucional, com a participação de diferentes grupos de pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul, com o objetivo de estudar, interrogar e pensar as linguagens simbólicas como alternativa para a educação das crianças pequenas. Cabe destacar, também, a participação de uma das pesquisadoras do NEPE napesquisa chamada Consulta sobre a Qualidade da Educação Infantil, em parceria com a Campanha Nacional pelo Direito à Educação/MIEIB e Save the Children, consolidando-se em um referencial importante para os pesquisadores, professores e gestores que desenvolvem práticas e políticas para as crianças de zero a seis anos.

Além dessas ações, destacamos o envolvimento do NEPE nas mobilizações políticas em relação à Educação Infantil através da atuação no Movimento Interfóruns de Educação Infantil no Brasil, participando efetivamente das reuniões do Fórum Gaúcho de Educação Infantil e do Fórum de Educação Infantil do Extremo Sul Gaúcho. Cabe ressaltar, ainda, que o grupo de pesquisa participa ativamente nas reformulações dos cursos de Pedagogia da FURG, com o desenvolvimento de estudos que têm contribuído de forma significativa para a discussão do currículo desses cursos.