O grupo, liderado pelo professor Raúl Andrés Mendoza Sassi, desenvolve atividades na área Ciências da Saúde, Saúde Coletiva. É formado por docentes da Faculdade de Medicina e da Escola de Enfermagem. Como o nome do grupo diz, o objetivo principal é desenvolver pesquisas que permitam entender melhor como se leva a cabo o processo saúde-doença, sob um enfoque epidemiológico, considerando tanto o indivíduo como as organizações relacionadas ao cuidado do indivíduo. Dessa forma, o grupo desenvolve duas linhas de pesquisa: Epidemiologia dos agravos à Saúde, e Epidemiologia e Gestão de Serviços de Saúde.

Na primeira linha, o grupo estuda os aspectos do processo saúde-doença, seus determinantes, suas diversas manifestações e os agravos produzidos, tanto nas doenças transmissíveis, como HIV e TBC, quanto nas doenças não transmissíveis. Estuda os aspectos epidemiológicos desse processo, suas relações com os serviços de saúde e analisa essa interfase. Procura avaliar como os serviços respondem às necessidades das pessoas, a equidade, e de que forma podem ser melhorados. Seus projetos, na sua maior parte, estão inseridos no Sistema Único de Saúde e na Atenção Básica. Maior ênfase é dada aos temas saúde materno-infantil, doenças infecto-parasitárias e avaliação de serviços de saúde.

Na segunda linha, o grupo estuda os determinantes da utilização dos Serviços de Saúde, assim como avalia a eficácia dos mesmos para atender às necessidades dos grupos mais vulneráveis, na procura de um processo de atenção mais equitativo. Também analisa o processo de gestão com ferramentas da Epidemiológica e da área da Administração de Serviços de Saúde.

Tem produzido uma quantidade importante de artigos e publicações relacionadas ao tema. Muito da sua produção científica está dirigida aos sistemas de saúde local e aos grupos populacionais por ele atendidos, mostrando sua vocação de integração com a comunidade, e de ajudar a identificar as necessidades em saúde existentes nessa população.