O Grupo de Pesquisa Viver Mulher teve início no ano de 2008, no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, da Escola de Enfermagem, da Universidade Federal do Rio Grande, com o objetivo de realizar uma integração concreta entre ensino, pesquisa e extensão. As líderes são as enfermeiras Drª Nalú Pereira da Costa Kerber, da Escola de Enfermagem, e  Dra. Fabiane Ferreira Francioni, da Escola de Enfermagem.

O grupo caracteriza-se como sendo interdisciplinar, composto por pesquisadores da FURG (Escola de Enfermagem e Faculdade de Medicina), IF-RS, Secretaria Municipal de Saúde do Rio Grande/RS e Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. Também atuam no grupo pesquisadores das faculdades de enfermagem da Universidade Federal de Pelotas (Pelotas/RS/Brasil) e da Universidad de La Republica (Montivideo/Uruguai).

Atende à produção de conhecimento do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, do Mestrado em Ciências da Saúde.

Entre as temáticas de interesse estão as pesquisas relacionadas à saúde da mulher, em seus diferentes ciclos de vida e em seus diversos papéis no ambiente social, cultural, ecossistêmico e de trabalho; e do bebê, em vista de que se visualiza o binômio mãe/filho como seres indissociáveis.

A partir disso, o grupo vem desenvolvendo ações como projetos de extensão (visitas domiciliárias a mulheres no puerpério imediato e recém-nascido; grupo de gestantes; atenção no pré-natal de baixo risco; prevenção do câncer de colo uterino e de mama etc), ensino (monitorias; projetos de multiplicação de conhecimento), pesquisa (Itinerário Terapêutico das mulheres com alterações no citopatológico; Qualidade de Vida de Enfermeiras; Contribuições da enfermeira para o empoderamento das mulheres; Retorno da atividade sexual no puerpério etc.), capacitações, cursos, seminários, publicações em revistas científicas, participação em eventos científicos.

Desde sua criação, o grupo já teve três projetos financiados por agências de fomento como CNPq e FAPERGS e dois financiamentos para realização de evento, quando foi realizado o I SIHATON (Simpósio Internacional de Humanização da Atenção Obstétrica e Neonatal), no município do Rio Grande, no ano de 2010, e o II SIHATON, em 2014  .

Figura 1. Participação do "Grupo de Pesquisa Viver Mulher" em ação conjunta com a Coordenação de Saúde da Mulher da Prefeitura Municipal do Rio Grande denominada "Outubro Rosa".