A utilização de nanomateriais vem se incrementando em função de suas utilidades em diversas atividades humanas. Porém, não existe até o momento uma avaliação dos riscos para a saúde humana ou ambiental provocados pela poluição associada a fabricação, manufatura e outros processos da nanotecnologia. Prencheer a lacuna sobre esta falta de conhecimento a cercados efeitos in vivo que a exposição a nanomaterias pode exercer sobre a capacidade de detoxificação dos organismos é escopo deste grupo.

 

José María Monserrat & Juliane Ventura Lima

monserrat_jm@furg.br