A estudante de Doutorado em Oceanografia Biológica da FURG, Ana Luzia de F. Lacerda, realizou um estudo visando avaliar a abundância, os tipos e as principais fontes de plásticos na superfície oceânica da Antártica, publicado recentemente na revista Scientifc Reports da Nature. A concentração média de plásticos foi estimada em 1.794 itens.Km-² e peso médio de 27,8 g.km-², com itens de diferentes formatos (fragmentos, linhas e esferas), tamanhos (meso e microplásticos) e composição química (ex: nylon, poliuretano e polietileno). O modelo oceanográfico de dispersão revelou que, por no mínimo sete anos, os plásticos amostrados na Antártica não foram oriundos de regiões menores de 58° de latitude sul, o que significa que os plásticos coletados neste estudo foram, predominantemente, de fontes locais (animação disponível em: Figshare_dispersal_model__plastics_in_Antarctic_/7000580). Contudo, os autores não descartam a possibilidade do transporte desses polímeros vindo de outras regiões, por meio das correntes marinhas.

Além da caracterização dos plásticos, também foram identificados os organismos que formam o biofilme na superfície desses materiais, atualmente conhecido como “Plastisfera”, já que os plásticos atuam como um substrato artificial para o desenvolvimento de comunidades aderidas e eles. Na Plastisfera Antártica foram identificadas, por exemplo, diferentes espécies de microalgas, colônias de bactérias e invertebrados.  Os autores também destacaram a contaminação por fragmentos de tinta na região, possivelmente oriundos de embarcações e aparatos náuticos, que podem ter impactos similares aos dos plásticos nos oceanos.

Foto 1: Diatomáceas encontradas na Plastifera

Foto 2: Rede manta operando para coleta de plásticos em águas marinhas superficiais no entorno de Península Antártica. Fonte: Projeto Lixo Marinho-FURG.

E-mail: analuzialacerda@gmail.com

Lacerda, Ana L. D. F., et al. "Plastics in sea surface waters around the Antarctic Peninsula." Scientific reports 9.1 (2019): 3977.

 

O edital de bolsas de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura (PDE/EPEC) da FURG foi divulgado nesta segunda-feira, 25. O edital é voltado para a concessão de bolsas, para o desenvolvimento de ações nas quatro modalidades, para estudantes de graduação regularmente matriculados na universidade, no âmbito do Programa de Desenvolvimento do Estudante, que visa a sua integração à vida universitária.

 As inscrições podem ser realizadas pelo site http://www.sistemas.furg.br até 12 de abril. Para cada modalidade de bolsa, será permitida a inscrição de apenas uma proposta por coordenador, devendo ser seguidas orientações, formulários e critérios estabelecidos de acordo com a natureza da ação.

 Como parte de uma estratégia institucional para o desenvolvimento da pesquisa nos campi, haverá uma reserva de 20% das quotas de Bolsas de Pesquisa, para docentes que atuam em  Santo Antônio da Patrulha (SAP), São Lourenço do Sul (SLS) e Santa Vitória do Palmar (SVP). Destaca-se ainda a reserva de cinco (5) quotas para docentes mulheres que estiveram em licença maternidade nos últimos dois anos (2017 e 2018). Segundo a PROPESP, essa ação visa estimular estas mulheres pesquisadoras que, durante a licença maternidade, se afastaram das atividades de pesquisa.

 Mais informações podem ser obtidas através dos contatos: diped@furg.br, (53) 3237-3041 ou (53) 3233-6847 (Prograd); dipesq.bolsas@furg.br, (53) 3233-6821 (Dipesq); coext@furg.br, (53) 3233-6826 (Diex), dac@furg.br, (53) 3233-6831 (DAC)

 

Edital